Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Homem que tentou matar mulher durante festa já está preso


PC/AL
Madson Farias Lisboa, 24 anos

Policiais civis do 45° Distrito Policialde Monteirópolis, coordenados pelo delegado Sandro Marcelo Ferreira, prenderam em flagrante neste domingo (14), um homem acusado de tentativa de homicídio na região do Sertão Alagoano. Madson Farias Lisboa, de 24 anos, foi detido no município de Pão de Açúcar.

Segundo o chefe de cartório do 45ºDP, Moisés Correa, o acusado foi preso com uma faca peixeira, após tentar matar uma mulher durante a festa da padroeira que estava sendo realizada no Povoado Lagoa da Pedra na zona rural de Pão de Açúcar.  

Após ter sido preso, Madson foi conduzido à Delegacia Regional de Batalha, onde foi autuado pelo delegado plantonista Sandro Marcelo, e em seguida levado à carceragem.  

fonte alagoasweb

Motorista escapa ileso após capotamento na rodovia estadual AL 420

Gol ficou completamente destruído
Alagoasweb/Erivan Donário
Golf ficou completamente destruido

O condutor de um veículo modelo VW Gol, de placas MUM-9310/AL, saiu ileso após capotar várias vezes depois de perder o controle do carro, enquanto trafegava na rodovia estadual AL 220, no trecho entre São Miguel dos Campos/Roteiro, na tarde deste domingo, 14.

Douglas dos Santos, de 26 anos, contou que efetuava uma ultrapassagem quando o volante do veículo travou: “Foi tudo muito rápido, perdi e controle e capotei”, relatou.

A destruição do veículo chamou a atenção decuriosos, que classificaram as condições físicas do condutor como ‘um milagre’, já que ‘Doguinha’, como é mais conhecido, saiu sem nenhum ferimento do acidente.

Militares da 1ª Cia Independente estiveram no local da ocorrência e após os procedimentos liberaram o recolhimento do veículo.

fonte alagoasweb

Colisão entre carros deixa mulher ferida na AL-220 em Delmiro Gouveia


Por Fábio Guedes
Uma colisão envolvendo uma van Sprinter, de cor cinza, com placas MNH-4876 e um Fiat Uno, de cor verde e placas MNH-1514, deixou uma pessoa ferida na tarde deste sábado (14). O acidente ocorreu na rodovia AL-220, na altura do KM 44, na zona rural de Delmiro Gouveia.
Márcia Valéria dos Santos estava no banco dianteiro de passageiro do Fiat Uno e foi a vítima que se feriu com mais gravidade, enquanto os demais ocupantes dos veículos envolvidos no acidente não tiveram ferimentos graves. A mulher foi atendida por socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
Os condutores dos carros não tiveram os nomes divulgados
fonte minuto sertão

Motociclista tenta atravessar rodovia e morre atropelado em Olho D'água do Casado

Acidente quase degolou a vítima que se tratava de um agricultor que estava retornando para casa, depois de uma noite de caça.

Por Fábio Guedes
Um homem morreu em um acidente envolvendo carro e moto na noite desta sexta-feira (12), por volta das 23h, na AL-220, próximo ao município de Olho D’água do Casado. A vítima se trata do agricultor Abraão Bernardino da Silva, 41.
O homem tinha participado de uma caçada noturna e estaria retornando para casa, no Assentamento Nova Esperança, zona rural do município, quando tentou atravessar a rodovia estadual com a motocicleta que conduzia e acabou sendo colhido por um carro Ford Fiesta, de cor branca e placa OHF-3653/AL.    
Com o impacto forte da colisão, o agricultor foi arremessado contra uma cerca de arames farpados que quase o degolou. Abraão não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já o condutor do carro que atropelou e matou o motociclista não foi encontrado na localidade do acidente.
O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.
fonte minuto sertão

Polícia fecha “boca de fumo” e apreende drogas em Piranhas

Suspeitos que estavam no local conseguiram fugir ao perceber a chegada dos policiais.

Por Jota Silva
Militares da Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (Copes) fecharam um ponto de venda de drogas, na noite deste domingo (14), por volta das 18h, no Distrito Piau, em Piranhas. Entorpecentes foram apreendidos e alguns suspeitos que estavam no local conseguiram fugir.
A apreensão aconteceu depois que a Copes recebeu a denúncia de que alguns homens estavam traficando drogas em uma casa, localizada na povoação. Os militares foram até a localidade, mas os suspeitos perceberam a chegada deles e conseguiram fugir por um matagal. No imóvel foi encontrada uma moto e 30 pedras de crack, além de um pé de maconha e alguns documentos pessoais.
De acordo com o capitão Winston Santana, comandante da Copes, a documentação abandonada é de um adolescente de 16 anos que que é suspeito de integrar um grupo de foragidos da justiça, os mesmos que conseguiram escapar da troca de tiros que resultou na morte de um deles, no dia 30 de julho deste ano, no bairro Nossa Senhora das Graças, em Piranhas.
Ainda de acordo com o capitão, a motocicleta encontrada na casa é suspeita de roubo e seria utilizada para a prática de assaltos na região. O veículo e o restante do material apreendido foram levados para a Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP), sediada em Delmiro Gouveia.
fonte minuto sertão

MAIS FOTOS

  • Jota Silva

Presidente da Comissão das Enchentes da ALE diz que corrupção é “endêmica” em AL


Por Vanessa Alencar com Ascom/JHC
Reportagem mostrou problemas estruturais em prédios públicos
Reprodução/Fantástico
O deputado estadual João Henrique Caldas (SDD), presidente da Comissão das Enchentes da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), repercutiu, nesta segunda-feira (15), a reportagem veiculada ontem no programa Fantástico, da Rede Globo. A matéria denunciou o atraso na entrega de casas, escolas e hospitais destruídos pelas enchentes de 2010, em municípios de Alagoas e Pernambuco.
“Criei a Comissão das Enchentes porque percebi a má vontade, a lentidão e o desrespeito com as vítimas das enchentes. Tanto os deputados quanto o governo do Estado foram alertados sobre os problemas do Programa da Reconstrução”, afirmou o parlamentar, por meio de sua assessoria.
“O desvio sistemático de verbas, investigado e denunciado em rede nacional, evidencia a corrupção endêmica no Estado de Alagoas. As vítimas da tragédia, ainda sofrem as consequências de uma enchente que aconteceu há quatro anos, e não por falta de verbas, mas por mau uso de dinheiro público”, frisou o deputado.
Em maio deste ano, JHC criticou duramente o Programa da Reconstrução durante uma sessão ordinária na Casa de Tavares Bastos.  Ele afirmou que alguns dos conjuntos habitacionais foram construídos com material de qualidade duvidosa e entregues inacabados, com graves problemas de infraestrutura.
O parlamentar denunciou ainda a utilização das residências “para fins eleitoreiros, loteadas por vereadores, secretários e políticos, beneficiando pessoas que não foram atingidas pelas enchentes” e cobrou que o assunto fosse alvo de uma investigação no parlamento alagoano.
Em fevereiro passado, em entrevista ao Blog do Vilar, JHC já havia falado sobre as denúncias envolvendo cadastros suspeitos para a entrega das casas. Na ocasião, ele contou também que os relatórios elaborados pela Comissão de Enchentes já haviam sido entregues às autoridades responsáveis.
 fonte cada minuto

TJ/AL nega liberdade a acusado de envolvimento em assassinato de vereador


Por Redação com TJ/AL
Desembargador Fernando Tourinho de Omena
Assessoria
A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) negou pedido de liberdade a Manoel Messias dos Santos, acusado de envolvimento na morte do vereador por Girau do Ponciano, José Jailton da Costa Gama (PMDB), 46, ocorrido em julho do ano passado, em frente ao matadouro do município. O crime teria sido cometido por um grupo de pistoleiros, do qual o réu faria parte.
No habeas corpus impetrado, a defesa alegou não haver provas da participação do acusado no homicídio.
De acordo com o relator do processo, desembargador Fernando Tourinho de Omena Souza, a prisão do acusado está amparada em elementos concretos, baseando-se ainda na periculosidade e na propensão de Manoel Messias ao cometimento de delitos.
“Embora possua o paciente boas condições pessoais, outras circunstâncias evidenciam a necessidade do seu acautelamento, notadamente para se resguardar a ordem pública, a qual, sem sombra de dúvidas, restou abalada com o cometimento do delito em questão, o qual é considerado um dos mais graves de nosso ordenamento, porquanto atinge o bem jurídico mais importante, qual seja, a vida humana”, afirmou o desembargador na decisão proferida na quarta-feira passada, 10.
Quando Manoel Messias foi preso, em abril deste ano, a Polícia Civil informou que ele faria parte de uma quadrilha investigada por 15 homicídios, assaltos e roubo de cargas na região do Agreste.
fonte cada minuto

Após acidente em vaquejada, mulher de empresário denuncia falta de assistência


Por Redação
Após um acidente em uma vaquejada, na cidade de Viçosa, no último sábado (13), a mulher da vítima, Suely Melo, denunciou à reportagem do CadaMinuto o descaso da organização do evento após o marido ter se machucado ao  bater a cabeça em uma estaca. Ela relata que o esposo Ricardo Bandeira foi socorrido por um vendedor ambulante já que não havia ambulância no local.
“Um verdadeiro absurdo. As inscrições nesses eventos são caríssimas e as pessoas não têm assistência. Tinha um socorrista lá, mas não tinha ambulância. Meu marido sofreu um corte na cabeça, levou quase 30 pontos e não teve nenhum tipo de ajuda dos organizadores do evento”, relatou Suely.
Bandeira foi levado para o Hospital de Viçosa onde foi atendido e recebeu 30 pontos na cabeça.   “Meu marido levou uma pancada muito forte e poderia ter sido pior. Há outros vaqueiros que estão indignados. As pessoas precisam olhar mais para isso. Um grave acidente pode até levar à morte”, relatou Suely. 
cada minuto

Jovem é presa acusada de envolvimento com tráfico de drogas


Por Redação
Uma mulher, identificada como Ana Claudia, de 20 anos, foi presa acusada de envolvimento com tráfico de droga. A prisão aconteceu na noite desta segunda-feira (15), na Vila Brejal. Familiares da vítima chegaram a denunciar a polícia, afirmando a inocência da jovem.
De acordo com informações da polícia, uma denúncia anônima de tráfico de drogas contra por Fabrício Barbosa dos Santos, levou uma equipe da Radio Patrulha (RP) à residência onde Ana Claudia foi encontrada.
No momento em que a polícia chegou ao local, estavam apenas a mãe do Fabrício e Ana Claudia, que foi detida. Na residência, foram encontradas 28 pedras de crack uma pequena quantidade de maconha e uma balança de precisão.
A mãe do Fabrício chegou a denunciar os policiais e afirma que a nora não tem envolvimento com drogas. Ela admite que seu filho é usuário de drogas, mas nega envolvimento com o tráfico.
fonte cada minuto

Militares acusam juiz e ex-secretário de Estado de perseguição e calúnia

Denúncia aconteceu depois que Conseg instaurou processos administrativos disciplinares

Por Gabriela Flores e Milena Monteiro
Militares fizeram diversas denúncias em entrevista coletiva
CadaMinuto
Após a portaria do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), publicada nesta segunda-feira (15) no Diário Oficial do Estado, em desfavor da promoção do Major Benjamim e do Major capitão Antônio Marcos da Rocha Lima, os militares realizaram em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, onde acusaram o juiz Maurício Brêda de perseguição.
Segundo os militares a promoção deles é legal. “É comum que após o cumprimento do intertício  de Capitão para Major, todo oficial tem direito a promoção. Não há nenhuma ilegalidade em mudar de patente. O caso é de retaliação pessoal por parte do juiz Maurício Brêda e o ex-secretário de Defesa Social, Coronel Dário César" declarou Rocha Lima.
Ainda durante a coletiva, o advogado Tasso Marques, que representa Rocha Lima, disse que irá tomar todas as medidas preventivas, “nem que sejam de cunho pessoal”, arrematou ele.
Rocha Lima revelou que quando foi acusado de homicídio de um traficanete, em 2010, “o próprio Maurício Brêda decretou minha prisão e, posteriormente, em 2013, o juíz pessoalmente me abordou, onde eu estava no estrito cumprimento do dever legal, apoiando em uma ocorrência de possível sequestro e me questionou sobre o registro da minha arma. Eu nunca vi em nenhum ligar do país, um juiz sair do seu gabinete para dar voz de prisão a um oficial de polícia, em via pública, por uma questão de porte de arma. Tal atitude demonstra,uma quastão pessoal", lembrou o militar.
Por sua vez, Benjamin também destacou que, em 2003, foi acusado de um homicídio ocorrido durante uma briga de trânsito em Jacarecica. Na oportunidade, uma testemunha ocular disse que o militar teria atirado num motorista.
“Estive preso de 7 de fevereiro de 2013 a 7 de fevereiro de 2014. Porém é preciso que fique claro que a pessoa que testemunhou contra mim disse que teria sido coagida para depor contra”, destacou o capitão Benjamin.
O caso
Na publicação desta manhã, o Conseg  determina a instauração de dois processos administrativos disciplinares, sendo um contra o comandante da Polícia Militar, coronel Marcus Aurélio, e outro em desfavor dos membros da Comissão de Promoções de Oficiais e Praças.
De acordo com o colegiado, a PM possibilitou o ingresso de dois policiais militares ao quadro de acesso de promoções, mesmo eles sendo “submetido a conselho de Justificação ou de Disciplina instaurado”. As duas promoções questionadas são do Major Bejamim André de Souza Moraes e do Major Antônio Marcos da Rocha Lima.
Com a instauração da sindicância, a Comissão de Promoção de Oficiais e Praças decidiu por unanimidade que o capitão não possuía nenhum impedimento para ingressar no quadro de Acesso para as promoções de 25 de agosto de 2014.
Nota da Polícia Militar
“O comando da Polícia Militar de Alagoas externa a despeito da Portaria nº 008/2014 do Conselho Estadual de Segurança Pública, publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (15), que as promoções dos oficiais citados no aludido documento não ocorreram de forma ilegal.
No caso do major Antônio Marcos da Rocha Lima interposto o prazo prescricional não há que se falar mais em processo, bem como na situação do major Benjamim André Souza Morais o seu Conselho de Justificação foi desmembrado se transformado numa sindicância, corrigindo um equívoco administrativo.
Ademais, a Comissão de Promoção de Oficiais e Praças (CPOP) tem legitimidade e soberania para exercer suas atribuições dentro dos limites legais, dando publicidade em todos os seus atos, conforme preconiza os princípios norteadores da administração pública descritos na Constituição Federal. Nesse sentido, a Comissão após elaboração do Quadro de Acesso (QA) interpõe prazo para recurso para os policiais que por ventura se sintam prejudicados apresentem suas razões na medida de suas demandas, o que não foi feito por qualquer policial militar.
Outrossim, este comando sempre pautou suas ações dentro dos limites legais, tendo como princípio norteador a valorização do seu efetivo, enxergando que umas das maneiras de cumprir este mister consiste na sua devida ascensão funcional, considerando que a carreia militar tem como pilares indissolúveis a disciplina e a hierarquia, portanto estaremos sempre a favor da nossa tropa na defesa desta bicentenária corporação formada por bravos guerreiros”.
fonte cada minuto