Radio Antena FM

Radio Antena FM
(Clique na imagem e assista e ouça ao vivo)

Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

PC prende mulher que tentou matar o próprio pai com golpes de enxada


Foto por: DivulgaçãoPoliciais civis do 63º Distrito Policial de Traipu (63º DP), prenderam na tarde desta quarta-feira (22), Maria Quitéria Batista dos Santos, 23. A mulher, presa em flagrante, é suspeita de tentar matar o próprio pai a golpe de enxada.

Antônio Batista dos Santos, 62, estava em sua residência quando foi atingido com vários golpes na cabeça, ombro, dedos e tórax dele.

O delegado Rubens Martins disse que após o ferir, ela não autorizou que profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), retirassem o idoso do local para receber atendimento médico.

“Maria Quitéria agrediu seu pai ontem a noite, no condomínio habitacional, Cohab do Posto, e após investigações sobre o caso, a localizamos e a prendemos na manha de hoje. Segundo testemunhas, não é a primeira vez que este crime ocorre, ela já agrediu seus pais após consumir bebidas alcoólicas várias vezes”, disse o delegado.

Após ter sido presa, a acusada foi conduzida para o 63º DP para ser autuada e responderá criminalmente por tentativa de homicídio.

Fonte: Redação com Assessoria

Acusado de matar idoso a pedradas será julgado nesta quinta, 22, em Penedo

Arquivo - aquiacontece.com.br
Carlos Roberto Santos, conhecido como Nitinho, 22 anos
Um crime bárbaro que chocou a comunidade no início de 2013 poderá ter um desfecho nesta quinta-feira, 23. Carlos Roberto Santos, conhecido como Nitinho, 22 anos, acusado de matar com pedradas na cabeça um idoso de 62 anos na Vila Matias, em Penedo, será julgado pelo Tribunal do Júri.
partir  das 09 horas, o Conselho de Sentença reunido no auditório do Fórum Desembargador Alfredo Gaspar de Mendonça vai analisar os fatos expostos pela defesa e acusação e decidir se condena ou absolve o acusado que já cumpriu pena no sistema prisional.
Francisco de Souza, 62 anos, foi executado na madrugada do dia 04 de janeiro do ano passado dentro de uma casa abandonada localizada na Avenida Duque de Caxias, nas proximidades do Trevo da Toca do Índio, parte alta de Penedo. O idoso que costumava dormir no local quando estava embriagado foi morto com pedradas na cabeça.
Poucas horas depois do crime, o principal suspeito foi preso em sua residência. Em seu depoimento, prestado ao delegado Rubem Natário, a época titular da Delegacia Regional de Penedo, Carlos Roberto confessou o crime e contou detalhes de como assassinou a vítima que era dependente de álcool.
Arquivo - aquiacontece.com.br
Francisco de Souza era dependente de álcool e costuma dormir em qualquer lugar
Na ocasião, o jovem declarou que estava bebendo com a vítima desde a noite anterior, mas um desentendimento ocorrido entre os dois fez com o crime fosse cometido.
Carlos Roberto já cumpriu pena no sistema prisional alagoano pelos crimes de roubo, furto e tentativa de homicídio, sendo neste último delito condenado pelo Tribunal do Júri a 8 anos de prisão. Quando o idoso foi assassinado, o acusado tinha pouco mais de 30 dias que tinha deixado o presídio.
A defesa de Carlos Roberto ficará a cargo da defensora pública, Dra. Josicleia Lima Moreira. O júri será presidido pelo magistrado Ygor Vieira de Figueirêdo, titular da 4ª Vara Criminal de Penedo.
por aqui acontece

galeria


Após manifestação de servidores, prefeitura de Arapiraca garante pagamento de salários

 - Deixe seu comentário
(Foto: Josival Meneses7Segundos)

A reunião que foi realizada no Centro Administrativo Municipal, só aconteceu após a suspensão dos serviços de saúde por 24 horas e de uma grande mobilização no centro da cidade para protestar contra essa situação.
No final da manhã desta quarta-feira (22), os servidores municipais da saúde, finalmente conseguiram ser recebidos pelos representantes do poder público municipal de Arapiraca.
Os manifestantes se concentraram na praça Marques da Silva e depois realizaram uma caminhada até o Centro Administrativo Municipal, onde foram recebidos pelos secretários municipais de Saúde, Ubiratan Pedrosa, de Finanças , Edna Pereira e de Administração, Lúcia de Fátima.
Na reunião os secretários municipais garantiram que o pagamento do restante da folha dos servidores efetivos será realizado até amanhã ( 23).
A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais da Saúde, Administração e Serviços, Joseane de Lima, informou também que ficou agendada uma reunião para o próximo dia 03 de Novembro, onde o município vai apresentar o calendário de pagamento relativo ao mês de outubro.
Por: 7 Segundos

Galeria de fotos

Vereador denuncia atraso no envio das contas municipais ao legislativo

 - Deixe seu comentário
Moisés Machado
Moisés Machado (Foto: Assessoria )
Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Arapiraca, realizada na noite desta terça-feira (21), o vereador Moisés Machado, que é presidente das Comissões de Constituição, Justiça e Redação, lamentou que a Superintendência Municipal de Transporte e Transito (SMTT), de Arapiraca, esteja atrasando o envio dos balancetes referentes aos meses de abril e maio .
De acordo com o vereador, os balancetes de contabilidade municipal, com dados informando sobre os recursos utilizados pelo município,  deveriam ser encaminhados ao poder legislativo no inicio do  mês, mas essas informações estão chegando com mais de duas semanas de atraso.
“Vou procurar os meios legais através da Lei Orgânica do Município, para que o envio dos balancetes cheguem no tempo certo para serem analisados” afirmou o vereador.
Em contato telefônico com a reportagem do 7 Segundos, o vereador Móises Machado, informou que recebeu uma ligação do setor  de contabilidade, responsável pelo envio do relatórios, informando que os documentos devem ser enviado à Câmara Municipal na tarde de  (22).    
Moisés Machado também aproveitou a sessão para dar boas-vindas ao novo Procurador Municipal de Arapiraca, Vitor Hugo Carvalho, que deve assumir o cargo nos próximos dias.
A notícia sobre o novo procurador municipal que vai substituir o cargo deixado por Maryny Alves, foi revelada com exclusividade pelo site 7 Segundos.
Conselho Tutelar
Na tarde desta quarta-feira, a partir das 15h, a Câmara Municipal de Vereadores vai realizar uma audiência pública para apresentação das ações do Conselho Tutelar Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente , referente ao período de janeiro a setembro de 2014.
 
Por: 7 Segundos com assessoria

Galeria de fotos

Negada transferência de três presos para o sistema prisional da Capital

 - Deixe seu comentário
O desembargador João Luiz Azevedo Lessa, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), negou pedido de transferência - do presídio de Girau do Ponciano para a Capital - de Eduardo Soares da Silva, João Paulo Bernardo da Silva e Cícero Augusto da Silva. Os réus alegaram que são presos provisórios e que a legislação assegura o direito de permanecerem próximos de seus parentes que residem em Maceió e em União dos Palmares.
O desembargador João Luiz Azevedo negou o pedido de liminar, levando em consideração o interesse público e o fato de o Presídio do Agreste custar ao Estado o mesmo valor, independente de estar completamente lotado ou não, conforme contrato com a empresa administradora. A decisão foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) dessa terça-feira (21).
O Juízo de Execuções Criminais promoveu as transferências em virtude da superlotação do sistema penitenciário de Maceió, usando como fundamento a salubridade e segurança dos detentos e da sociedade. A Defensoria Pública estadual solicitou a transferência dos réus para algum dos presídios da Capital, em caráter de urgência, alegando que o perigo da demora estava na ofensa diária que eles vinham sofrendo no seu direito de assistência familiar.
O relator explicou que a Lei de Execuções Penais de fato garante aos presos, inclusive os provisórios, o direito de receber visitas da companheira, parentes e amigos. No entanto, esse direito não é absoluto e deve ser analisado em relação à existência de vagas nos presídios.
Por: Assessoria

Menor é apreendido com arma de fogo no bairro dos Caititus

 - Deixe seu comentário
(Foto: Josival Meneses/ 7 Segundos)
Na tarde desta quarta-feira (22) um menor foi apreendido por porte de arma de fogo, no bairro dos Caititus, em Arapiraca. Ao ver os policiais um menor conseguiu fugir.
Durante a abordagem, os menores jogaram a arma no telhado de uma residência .O menor apreendido foi encaminhado para a Centra de Polícia de Arapiraca e será liberado após procedimentos.

 
Por: 7 Segundos

Galeria de fotos

Duas mulheres são presas após furtar roupas em lojas do Centro de Arapiraca

 - Deixe seu comentário
(Foto: Josival Meneses/ 7 Segundos)
Duas mulheres foram presas furtando roupas em lojas do Centro de Arapiraca, na Rua Anibal Lima, na tarde desta quarta-feira (22).
Em uma das lojas, as vendedoras sentiram falta de algumas mercadorias e quando olharam o circuito interno de câmera, reconheceram as acusadas. As duas foram encontradas próximo ao local do furto.
Foram presas Nila Maria Oliveira da silva, de 48 anos e Josy dos santos correia, de 33 anos. A dupla foi encaminhada para Central de Polícia de Arapiraca.
Por: 7 Segundos

Galeria de fotos

Suspeito de homicídios tenta morder jornalista durante gravação; confira!Agressão aconteceu no momento em que o criminoso era levado pelos policiais
Gazetaweb, com agências
Um homem de 40 anos, acusado de ter cometido vários homicídios em São Paulo, deu um chute e tentou morder a orelha de uma jornalista na última segunda-feira (20), em São Paulo.

De acordo com testemunhas, a agressão aconteceu no momento em que o criminoso era conduzido para o local onde havia escondido os corpos das vítimas.

Silvio Francisco foi preso pelo assassinato de quatro mulheres em São Paulo. Ele ainda é acusado de estupro e roubo. Segundo as informações da polícia, ele enforcou a ex-namorada até a morte e enterrou o corpo no quintal.

O crime teria sido motivado pela insatisfação do homem com o fim do relacionamento. Depois disso, foragido da polícia, ele manteve-se disfarçado de mendigo. 
fonte gazetaweb

CONFIRA O VÍDEO :
Polícia Civil tem duas linhas de investigação sobre morte de professorEle foi encontrado morto dentro de sua casa, em Teotônio Vilela
Gazetaweb

A Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) já tem duas linhas de investigação sobre o assassinato do professor José Erisvaldo dos Santos, de 41 anos, morto a golpes de faca e cujo corpo foi encontrado no interior de sua residência, situada no município de Teotônio Vilela, interior de Alagoas. Uma das teses é a de crime passional e, nos próximos dias, a polícia pretender ouvir parentes, amigos e colegas de trabalho da vítima.

A possibilidade de crime passional, segundo agentes da delegacia de Teotônio, estaria ligada à opção sexual da vítima. Já a segunda linha de investigação, porém, não foi revelada, sob o argumento de não atrapalhar o trabalho da polícia.

Ainda segundo a polícia, os vizinhos passaram pela residência e avistaram sangue escorrendo pela porta da frente, no Conjunto Portelinha. No local, havia sinais de arrombamento e de luta corporal. Uma das testemunhas chegou a contar à polícia que ouviu gritos de socorro durante a madrugada, sendo que não conseguiu identificar a origem do pedido de socorro.

A vítima era professor na Escola Estadual José Aprígio Vilela e coordenador diocesano da Pastoral da Juventude na cidade de Teotônio Vilela. Segundo parentes e amigos, o professor mantinha um bom relacionamento com pessoas que lhe eram próximas.
fonte gazetaweb
Quatro jovens são presos acusados de roubo e tráfico de drogasEles foram detidos por militares do Batalhão de Radiopatrulha, na tarde desta quarta-feira, nos bairros do Tabuleiro e Farol
Gazetaweb, com Rádio Gazeta AM

Militares do Batalhão de Radiopatrulha prenderam, na tarde desta quarta-feira (22), quatro homens suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas e de praticar assaltos na parte alta da capital.

As primeiras prisões ocorreram quando uma guarnição avistou dois motociclistas que tentaram fugir após os militares se aproximarem. Devido à atitude suspeita dos condutores, ambos foram abordados e, em seguida, detidos pelos policiais, já que teriam envolvimento em assaltos na região do Cleto Marques Luz, bairro Tabuleiro do Martins.

Com os suspeitos, Leonardo Santos de Lima, 20, e Wallisson Carlos Dias da Silva, 27, a polícia apreendeu uma arma de fogo e quantia em dinheiro não revelada.

E ao conduzir os acusados à Central de Flagrantes da Polícia Civil, no bairro do Farol, a mesma guarnição avistou mais dois homens numa motocicleta, de placa não divulgada, também em atitude suspeita.

Ao perceberem a presença da polícia, eles chegaram a empreender fuga. Houve perseguição e os militares conseguiram alcançá-los já em trecho da Avenida Fernandes Lima, no Farol, onde a polícia apreendeu quantidade de crack com Pedro Leonardo Vieira da Silva, 22 anos, e Alesson da Silva Oliveira, 20.

Ainda segundo informações da Rádio Patrulha, dois dos quatros presos também são suspeitos de homicídios, sendo que um deles, Wallisson Dias, era monitorado por tornozeleira eletrônica. À polícia, ele confessou já ter sido preso por furto.
fonte gazetaweb
Seis homens assaltam farmácia no Benedito Bentes em MaceióSegundo a PM, os seis suspeitos levaram os pertencentes pessoais dos clientes e o dinheiro que estava no caixa
Gazetaweb
Uma farmácia localizada no bairro Benedito Bentes I foi assaltada por volta das 19h30 desta quarta-feira (22). Segundo o tenente Moura, do 5º Batalhão de Policiamento Militar (BPM), seis homens, portando armas, entraram no local e obrigaram os clientes a entregar os pertences pessoais. Os acusados também teriam levado todo o dinheiro que estava no caixa do estabelecimento. Ninguém ficou ferido.

De acordo com testemunhas, assim que recolheram os pertences pessoais dos clientes e o dinheiro da caixa, os suspeitos saíram caminhando em direção a um local conhecido no bairro como “Beco da Pelada”, que dá acesso a uma grota e vários conjuntos.

“Fizemos rondas na região, mas, infelizmente, não conseguimos encontrar os suspeitos”, disse o tenente Moura.

Município sertanejo é processado por não implantar políticas eficazes de combate ao trabalho infantil


Por Ascom MPT/AL
O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas ajuizou Ação Civil Pública (ACP), com pedido liminar de antecipação da tutela, contra o Município de Mata Grande e o prefeito José Jacob Gomes Brandão. A ação é decorrente da constatação da ineficiência das políticas públicas no combate ao trabalho infantil e da recusa reiterada do gestor municipal em resolver o problema.
Dentre os pedidos da ação está multa diária de R$ 10 mil por obrigação descumprida; cadastramento e comprovação da inclusão de crianças, adolescentes e seus familiares que estejam em situação irregular em programas de assistência social; resgate imediato das crianças em risco social, com ou sem família, que exerçam atividades no comércio ou na zona rural, bem como das vítimas de exploração sexual ou usuárias de substâncias entorpecentes; formulação no prazo de noventa dias de diagnóstico detalhado das crianças que trabalham no município; envio de relatório semestral à Procuradoria do Trabalho relativo ao cumprimento das obrigações; expedição à Superintendência Regional do Trabalho (SRTE) em Alagoas e ao Conselho Tutelar do município de documento que os cientifiquem dos termos da decisão, a fim de que estes realizem fiscalização; demonstração de inclusão na Lei Orçamentária de 2015 de diretrizes e rubricas orçamentárias suficientes para a promoção eficaz de políticas públicas voltadas a crianças e adolescentes; elaboração de Plano de Erradicação do Trabalho Infantil; e garantia da ocupação das crianças em escolas de tempo integral ou em atividades complementares – lúdicas, artísticas ou esportivas.
O MPT requer liminarmente a concessão da tutela antecipada como forma de promover a proteção imediata da infância e da juventude no município de Mata Grande, bem como a responsabilidade solidária do gestor municipal no cumprimento das obrigações. O prefeito deverá responder igualmente com o seu patrimônio próprio por eventual condenação pecuniária, sem prejuízo da eventual responsabilidade criminal.
Entenda o caso
Em 2009, o Ministério Público do Trabalho – por meio da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) – aprovou projeto determinando que o executivo e o legislativo municipais incluam, em suas Leis Orçamentárias, verbas destinadas para a promoção de políticas públicas voltadas para a prevenção e erradicação do trabalho infantil e para a proteção do adolescente. Hoje, mais de trinta e seis municípios já se comprometeram a atender as Notificações Recomendatórias.
O órgão recomendou o direcionamento de 2% da receita tributária anual para a promoção dessas políticas, formulação de diretrizes e rubricas orçamentárias eficazes ao combate do trabalho infantil e profissionalização de adolescentes. No mesmo ano o Município de Mata Grande prestou informações acerca de suas políticas, porém não compareceu em duas audiências designadas para o ano subsequente.
Com a realização de audiência em janeiro de 2011, o município informou que não tinha conhecimento de ocorrências de trabalho infantil, todavia o MPT solicitou informações ao Conselho Tutelar de Mata Grande, o qual declarou que no matadouro e nas feiras livres encontravam-se crianças auxiliando os pais.
Diante dos fatos, foi realizada audiência na busca de soluções extrajudiciais, mas o município declarou a falta de interesse em assinar Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) - documento em que se comprometeria a cumprir determinada condicionante, de forma a resolver o problema ou a compensar os danos já causados.
Em junho de 2012, o MPT recebeu nova declaração do Conselho Tutelar, informando que apesar de não ter visualizado crianças próximas ao lixão, havia notícias de que algumas delas trabalhavam também junto aos pais. Com essa e outras comprovações da existência de exploração infantil no município, o Ministério Público buscou uma nova celebração de TAC em fevereiro de 2014, e, mais uma vez, o município não assinou o acordo.
No mês de julho deste ano o MPT realizou inspeção na feira livre de Mata Grande e verificou dezenas de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil. A maioria deles realizava carregamento de mercadorias e em algumas barracas estavam desacompanhados de adultos. Em setembro, o MPT ajuizou a Ação Civil Pública.
As consequências do trabalho infantil
A proibição do trabalho infantil não busca apenas garantir a crianças e adolescentes o acesso à educação, mas também protegê-las de situações que podem comprometer sua integridade física e psíquica. É o caso do trabalho em feiras livres, em que as crianças muitas vezes carregam peso maior do que podem suportar - comprometendo sua estrutura óssea e seu desenvolvimento emocional -, podem sofrer distúrbios do crescimento em razão do ritmo de trabalho e envelhecem precocemente por exposição solar.
O trabalho precoce gera uma transformação psíquica por causa da experiência desgastante, falta de brincadeiras, cargas mentais excessivas com a geração de insegurança, dificuldade para aquisição de novas habilidades e fadiga mental.
Além disso, nas ruas elas estão vulneráveis à exploração sexual e ao contato direto com as drogas. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) esclarece que o trabalho precoce é árduo e nunca foi estágio necessário para uma vida bem sucedida – ele não qualifica e, portanto, é inútil como mecanismo de promoção social.
fonte minuto sertão

Liminar da Justiça suspende eleição para nova Mesa Diretora na Câmara de Joaquim Gomes




Por Redação
Oficial de justiça entregou liminar
Foto: Cortesia JG Notícias
Um mandado judicial, expedido pelo juiz Gilvan de Santana Oliveira, encerrou, na tarde desta quarta-feira (22), a primeira sessão da Câmara Municipal de Joaquim Gomes com os suplentes de vereadores que assumiram, no início da semana, a vaga dos oito parlamentares afastados dos cargos.
A suspensão da sessão foi concedida pelo magistrado a pedido do vereador e presidente interino da Casa, Dionízio Bonifácio, mais conhecido como Nino da Pimenta (PSL).
A eleição para a escolha da nova Mesa Diretora da Câmara de Joaquim Gomes deveria ocorrer num prazo de dez dias, como Pimenta foi orientado pela justiça, após o afastamento dos parlamentares. Com isso, o presidente interino marcou a eleição para a sessão que seria realizada no dia 28 de outubro, terça-feira da próxima semana. Mesmo com a ausência de Nino da Pimenta, os vereadores marcaram uma nova eleição que seria realizada hoje.
A sessão foi interrompida quando um oficial de justiça chegou ao local. Antes, por unanimidade, os noves vereadores presentes votaram na chapa encabeçada por Kernne Petriny Soares que foi eleito e assumiu a presidência. No entanto, com a liminar, a votação foi anulada.
Os parlamentares devem recorrer e ingressar no Tribunal de Justiça de Alagoas com um agravo para derrubar o efeito da liminar.
A posse dos suplentes
Oito suplentes de vereadores foram empossados na Câmara Municipal de Joaquim Gomes, em solenidade ocorrida na tarde desta segunda-feira (20). A posse dos suplentes foi determinada pela Justiça, depois que os vereadores foram afastados do cargo após serem denunciados por corrupção.
Na sessão presidida pelo vereador Dionizio Bonifácio, o ‘Nino da Pimenta’, - que assumiu a presidência também após determinação judicial - foram empossados Dona Lourdes (PSL), no lugar do vereador Antônio Gonzaga (PSL); Dinho da Ely (PSD), na vaga de Maninho do Araçá (PR); Kernne da Farmácia (PP), no lugar de Márcio Gerônimo (PR); Antônio Guedes (PPS), na vaga de Dil das Irmãs (PPS); Cicinho Professor (PHS), no lugar de Edivan Antônio (PPS); Ivaldo Gomes (PPS), na vaga de Cícero da Moto (PPS); Zeca do Índio (DEM), no lugar de Cristina Almeida (PSDB); e Rosiete Gomes (PHS), na vaga de Adriano Barros (PRP).
Presos por corrupção
Os oito vereadores foram presos enquanto participavam da sessão ordinária na Câmara Municipal no dia 8 de outubro, em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.  Os vereadores são acusados de receber dinheiro para integrar a base aliada do prefeito afastado Antônio de Araújo Barros, o Toinho Batista (PSDB).
A operação, denominada pelo promotor de Justiça de Joaquim Gomes, Carlos Davi, de “Mensalinho”, em referência ao Mensalão - maior escândalo de corrupção política mediante compra de votos de parlamentares no Congresso - investiga o pagamento de propina entre o Legislativo e o Executivo Municipal.
De acordo com o promotor, a investigação teve início com base no vídeo, feito em outubro de 2013, em que aparecem quatro vereadores recebendo dinheiro da antiga gestão do executivo municipal. Outros quatros foram citados pelo secretário de saúde.
O coordenador do Gecoc, promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, revelou que, entre as provas que embasaram o pedido de prisão cautelar, está um vídeo onde os vereadores são flagrados recebendo dinheiro do ex-secretário de Saúde: “Eles recebiam uma espécie de 'mensalinho' para apoiar as ações do governo municipal e não efetivar a fiscalização devida”, destacou.

fonte cada minuto
Foto: Cortesia JG Notícias