Radio Antena FM

Radio Antena FM
(Clique na imagem e assista e ouça ao vivo)

Sindicato dos Trabalhadores

Sindicato dos Trabalhadores

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Assessor acusa Celso Luiz de promover farra de salário alto em Canapi




Por Edmilson Teixeira

Em contato com a assessoria do prefeito de Canapi, Vinícius Lima (DEM), já que não conseguimos localizar o mesmo, fomos informados de que realmente os valores altos que estão sendo divulgados na mídia, com relação a salários do prefeito e de seu  vice, além de diárias para eles e secretários, são fatos concretos. Alerta o assessor, que o gestor atual não tem nada haver com o que foi aprovado na administração anterior. Afirma que a Câmara de Vereadores, quando então era composta por nove parlamentares, dos quais sete pertencentes ao bloco do ex-prefeito Celso Luiz, aprovou a Lei, sobretudo com o aval do Poder Executivo.
A matéria destaca uma comparação salarial entre o prefeito de Canapi, Vinícius Lima com do prefeito da maior cidade do Brasil, São Paulo, João Dória, quando recebem respectivamente 21 mil reais e  R$ 17. 948.  
“Estamos tentando tirar Canapi da verdadeira desgraça provocada por Celso Luiz, que num ato criminoso cometeu uma série de barbárie nos cofres públicos; assunto que foi até destaque no programa Fantástico da Rede Globo. Como consequência disso, é que estamos sem receber os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) relativos aos meses de março e agora abril, justamente por falta da prestação de contas da gestão anterior”, comentou o assessor, que pediu para manter seu nome em sigilo.
Conforme  foi noticiado no jornal Extra do último final de semana, lembra o assessor, o conselheiro do TCE/AL,  Anselmo Brito, disse que Celso chegou a ser “blindado” pelo TCE-AL. Na reportagem, Anselmo Brito  revelou  que  Celso Luiz descumpria a norma de entregar mensalmente à Justiça documentações públicas, como editais, procedimentos administrativos e contratos. “Mandou quase nada, senão nada, ao Tribunal”, disse Anselmo Brito. 
Celso Luiz, conforme matéria do Fantástico é acusado de desviar cerca de 30 milhões de reais da falida prefeitura de Canapi, usando cadastros de pessoas inocentes e analfabetas, para um esquema de pagamento de serviços “fantasmas” por meio de agência bancária.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Pai enforca filha de 11 meses e transmite crime ao vivo no Facebook

Homem se matou após matar a bebê; caso aconteceu na Tailândia

Reprodução/Facebookmenina
Um homem de 20 anos envenenou e enforcou a filha de 11 meses ao vivo no Facebook na cidade de Phuket, na Tailândia, na última segunda-feira (21). Wuttisan Wongtlay cometeu suicídio após matar a bebê Beta.
De acordo com o jornal O Globo, o vídeo de quatro minutos mostra o homem amarrando uma corda em volta do pescoço da criança antes de soltá-la do telhado de um prédio. As imagens ficaram disponíveis por 24h antes de serem retiradas do ar.
“No vídeo, Wongtalay mostra uma garrafa com um líquido, que depois nós confirmamos que era kratom (bebida feita com planta nativa com efeito sedativo e psicotrópico). Ele dá a bebida para a menina, e também bebe. Depois, ele amarra a corda no pescoço da garota”, descreve o policial Sanit Nookhong.
“Você pode ouvir o bebê chorando, até que o choro para. Então, ele puxa a menina para o telhado do prédio e solta a corda ao redor do pescoço”, afirma o policial.
A mãe da menina, Jiranuch Trirat, de 21 anos, viu o vídeo e chamou a polícia. Os agentes encontraram os dois corpos pendurados em um prédio abandonado. A jovem conta que o namorado tinha crise de ciúmes e que havia ameaçado matá-la.
Na semana passada, o Facebook informou que estava atualizando o sistema de monitoramento de vídeos violentos e outros materiais sensíveis após imagens do assassinato de um idoso em Cleveland, nos Estados Unidos, serem transmitidas ao vivo.
Fonte: Notícias ao Minuto

Por causa do som alto, homem é preso por embriaguez ao volante em Inhapi

Prisão foi realizada por policiais do Grupamento de Polícia Militar (GPM) do município



Cortesia / PMPor causa do som alto, homem é preso por embriaguez em Inhapi
Por causa do som alto, homem é preso por embriaguez em Inhapi
O Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Inhapi, Sertão alagoano, prendeu na madrugada desta segunda-feira, 24, um homem identificado como Joedson Romualdo da Silva, de 25 anos, por embriaguez ao volante. Militares só realizaram a abordagem por causa do alto volume do som no porta-malas do veículo.
O carro, de modelo Corsa Milenium, de cor cinza e placa DCK-9233, estava transitando na Rua Evaldo Brandão quando o volume alto chamou a atenção dos policiais que realizaram a abordagem que constatou que todos os ocupantes do carro, inclusive o condutor, estavam  ingerindo bebidas alcoólicas. Ele foi levado para a Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP), sediada em Delmiro Gouveia.
Cortesia / PMImagem interna do veículo
Imagem interna do veículo
Joedson Romualdo foi autuado em agrante delito pelo crime de dirigir embriagado e ficou recluso à disposição da Justiça.
A ação teve apoio da Companhia de Polícia Militar (3ª-CIA) de Mata Grande e do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

Jovem cai e morre durante partida de futebol




Por Redação*

Assessoria/Arquivo
Cidade de Mata Grande
O que era para ser uma diversão entre amigos terminou em tragédia na tarde de ontem, 22, quando José Danilo da Silva, de 19 anos, morreu depois de cair durante uma partida de futebol amador realizada em um campo no Sítio Serra do Urubu, zona rural de Mata Grande.
Segundo testemunhas, Danilo, que atuava como zagueiro, caiu e bateu com a cabeça no chão ao disputar a bola com outro jogador.
A vítima ficou desacordada e foi socorrida por populares para a Unidade de Saúde do Município, mas, faleceu antes de chegar ao local.
Ainda não há informações sobre a causa da morte, mas, as testemunhas acreditam que o jogador sofreu uma grave lesão no pescoço.

Homem é preso após sequestrar e estuprar menina de 11 anos no Sertão




Por Redação

Minuto Sertão
Cidade de Água Branca
Atualizada às 11h50
As buscas pela menina de 11 anos, que foi sequestrada na noite desta segunda-feira (24), no município de Água Branca, no Sertão Alagoano, se encerraram nesta manhã após ela ter sido localizada e revelar que foi estuprada. A Polícia Militar prendeu Marcelo da Silva Costa Santos, de 22 anos, apontado como o responsável pelo sequestro e estupro da menor. 
A polícia e familiares da vítima realizaram buscas em regiões próxima da residência da menina para tentar localizá-la. A menina confirmou que estava na companhia do irmão quando um Marcelo teria se aproximado e levado-a para um matagal. O irmão, também de menor, foi levado junto, mas conseguiu escapar e comunicar a família sobre o crime.
Guarnições do Destacamento local com apoio do Pelotão de Operações Especiais (PELOPES) foram acionadas e prenderam Marcelo em sua residência. Em depoimento ele negou o crime.
A vítima foi encaminhada ao Instituto Médico Legal de Arapiraca (IML) para realizar exame de corpo de delito. O caso será investigado pela Delegacia Regional de Delmiro Gouveia. 

sexta-feira, 21 de abril de 2017



Motorista sobra em curva e capota carro com quatro pessoas em Inhapi

Acidente aconteceu em trecho da AL-140, no Sítio Lamarão, zona rural do município; vítimas não sofreram ferimentos

Correio Notícia/Cortesiauno
Quatro pessoas saíram ilesas de um capotamento, na tarde desta sexta-feira (21), em trecho que corta a AL-140, no Sítio Lamarão, em Inhapi. O Uno, de cor branca e placa KKG-3237, de Jaboatão dos Guararapes (PE), era ocupado por quatro homens, quando – ao passar por uma curva – o motorista perdeu o controle da direção do veículo e capotou.
Entre os ocupantes do veículo, apenas uma permaneceu no local do acidente e se identificou como Vladimir. A vítima alegou não saber  os nomes dos outros ocupantes do veículo.
Um fato que chamou a atenção é que a placa do carro está com o nome de Olinda, enquanto no aplicativo Sinesp Cidadão aparece o nome de Jaboatão dos Guararapes.
O caso deve ser investigado pela polícia judiciária.

Filho é suspeito de matar mãe por causa de “moedas”




Por Vanessa Alencar

Divulgação
IML de Arapiraca
Uma mulher de 46 anos foi morta a facadas na tarde de ontem, 20, dentro da própria residência, no bairro Manoel Teles, em Arapiraca. Suspeito pelo crime, o filho dela, João Paulo de Macedo, de 25 anos, foi preso em flagrante, conforme o relatório de ocorrências divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).
Testemunhas relataram aos policiais que estiveram no local que o jovem agrediu a mãe na noite anterior. Algumas moedas que seriam utilizadas para compra de drogas teriam motivado a discussão e o homicídio.
O suspeito foi levado para a Central de Polícia de Arapiraca onde foi autuado em flagrante por homicídio qualificado.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Ex-prefeito de Inhapi tem bens declarados indisponíveis




Por Redação*

Foto: TSE
Ex- prefeito de Inhapi Renato Alves da Costa
O ex-prefeito de Inhapi, Renato Alves da Costa, teve seus bens declarados como indisponíveis, até o limite de R$ 408.708,95. A decisão foi proferida nesta terça-feira (18) pelo juiz Anderson Santos dos Passos.
Prefeito do referido município entre os anos de 2005 e 2208, Renato Alves teria deixado, de acordo com autos, de prestar contas relativas ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Mesmo notificado, o ex-prefeito não apresentou esclarecimentos sobre a prestação de contas.
 O atual prefeito de Inhapi, José Cícero Vieira, alega que o município está impossibilitado de receber recursos do PNAE e entrou com ação civil publica contra Renato Alves, por improbidade administrativa. José Cícero afirmou ainda que os recursos recebidos pela Prefeitura em 2008 até os dias atuais, nesse programa, representam o valor de R$ 391.824,19, relativo ao PNAE e de R$ 16.919,86, referente ao PNAP.
Segundo o juiz que proferiu a decisão, há fortes indícios de dano ao patrimônio público.
“A decretação da indisponibilidade dos bens deve ser aplicada, a fim de impedir ações que visem desfalcar o respectivo patrimônio, que justamente serve de suporte para satisfazer a eventual condenação, tornando impossível a recuperação dos recursos públicos”, afirmou o magistrado.
*com Informações TJ AL